|

quinta-feira, janeiro 05, 2006

O aborto que abortou a selecção do Algarve

Queixavam-se este moços de não darmos notícias há muito tempo. e como podíamos nós, depois d'eles terem promovida a figura-mor do Algarve futebolísitico'05, o único animal que ainda não apareceu num episódio do BBC Vida Selvagem, Paulo Tong Tam China???!!! Depois de semelhante estatuto, como pode uma selecção do Algarve ter lugar? Se China soubesse da existência dela (selecção), iria-se colar a toda hora!! Faria com que Manuel José clamasse que era ainda melhor cola que o chinês de Vilamoura, o Figo seria mais feliz, pois o imenso chinês estaria o tempo todo colado ao João Moutinho. Nas saídas oficiais da selecção teríamos uma série de problemas, com muito segurança a questionar-nos sobre Paulo China ser um eventual penetra. Claro que nós dírimaos que sim, de forma a ver-nos livre dele, mas a sua vontade de aparecer é tão indómita, que nos seguiria para todo o lado. O que até seria engraçado, caso a equipa nacional do Algarve fosse jogar às Antas. Assim poder-se-ia realizar um derby de emplastros entre o Emplastro propiamente dito e o chinês que em criança caiu num caldeirão cheio de gás hilariante.